Férias muito loucas - K42 Bombinhas Adventure Marathon - relato

E então é isso: primeira e única maratona do ano, a K42 Bombinhas. Com ela, fecho 11 maratonas na minha curta vida de corredor, sendo que me diverti muito nesta, como sempre.

O dia prometia permanecer encoberto, como foi a tônica nos dias anteriores. Desta vez, como estava de férias, cheguei na quarta-feira anterior à prova. Nada mal, deu para descansar bem, considerando que havia pedalado desde Curitiba até Bombinhas em cinco dias, com uma prova de corrida de montanha no meio =D

Largamos às oito da manhã. A Ana Barbara estava inscrita no K12 Trail Run e largou junto. Eu parti para os 42 com objetivo íntimo pretensioso demais. Baixar meu tempo do ano anterior, que era de 5h07min. Sabia que estava sendo abusado, pois treinei menos da metade do volume do que no ano anterior. Mas... nada havia a perder. Se quebrasse, tudo bem.

Tudo correu de acordo até o km 25. Passei na metade da prova com 2h24min, ou seja bem abaixo do ano anterior, que foi 2h36min. Acabou sendo um pouco forte, deveria ser uns 2h30. Mas eu tava me sentindo super bem. Daí em diante a coisa começou a cair, na inversa proporção da beleza da prova. Acho o segundo trecho mais bonito, com trilhas mais cênicas e subidas duras. Abstraí com relação ao fator tempo de conclusão. Tava mesmo era curtindo. Encontrar a Ana Barbara na Praia de Quatro Ilhas deu um up no ânimo e no tesão de correr essa prova. Algumas pequenas alterações no trajeto deixaram a prova ainda mais gostosa. O tempo permaneceu cinzento e evitou que o sol castigasse os menos preparados.


Cruzei a chegada com 5h22min neste ano, meu segundo melhor tempo. Com um pequeno acréscimo de trechos técnicos, achei o resultado realmente surpreendente,a final não treinei quase nada de corrida nos meses anteriores e ainda tinha metido 300 km de pedal com 15 quilos de bagagem na semana anterior.


Enfim, certamente, foi minha melhor K42, aquela em que corri mais leve, sem pressão e sem fissura. Fui de bike, me diverti um monte, tive companhia de bons amigos como o Daniel Meyer, lá residente e do Tarciso que veio de BH com a família e curtiu demais a prova.

Aliás, encontrar os amigos espalhados pelo país é uma das maiores alegrias em provas como essas. Gente como a Elis, o Bonatto, a Daiane, o Pinguim, além dos já citados, bem como muitos outros que me faltam à memória.

Obrigado à todos, principalmente à organização da prova que, mais uma vez, proporcionou um evento sensacional, sem igual em nosso país!

Essa parada teve o apoio de Orientista Sports, Deuter e Lorpen.





Grande abraço!

Comentários

  1. ---------\\\\|/---------
    --------(@@)-------
    --ooO--(_)--Ooo--
    Muito bom o desafio meu amigo Pepe, foi difícil mas valeu a pena né...Parabéns!!!

    Bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  2. George,
    Quantas emoções!
    Foi muito bom correr com você e com a Elis nos primeiros quilômetros da prova.
    Depois nos encontramos várias vezes no percurso. Com as suas dicas essa prova ficou mais fácil. Obrigado!
    Um abraço!
    Gilmar
    www.fotocorridagilmar.blogspost.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas