Manifesto pela Vida nas Montanhas

Boa noite, bom dia, boa tarde.

Lanço esse manifesto, inspirado por um debate levantado no facebook, a respeito de possíveis impactos ambientais causados por corredores de montanha em ambientes naturais.

Quem participa de uma prova na montanha, não corre contra ela ou contra o oponente. Corremos por nós, por nossa liberdade. Fazemos o que amamos. É o nosso direito de ir e vir. A montanha não tem dono. Ela está lá, simplesmente, como disse meu homônimo Mallory. Desculpem-nos se lhes ofendemos com nosso esporte. Da mesma forma, somos acusados injustamente de causar impacto. O que queremos é paz e convivência;  não segregação, nem olhos tortos. Saibam todos que na Espanha, por exemplo, a mesma federação que cuida dos assuntos de escalada e montanhismo cuida também das corridas de montanha? Vivem em paz, sem ninguém acusar ninguém, e sem ninguém achar que a montanha é apenas um templo e deve estar lá somente para contemplar ou somente para campistas, ou somente para escaladores, ou somente para trekkeiros. Lá corredores escalam e escaladores correm na montanha. Que maldita mania é essa de acharmos que o NOSSO ponto-de-vista é o certo e o do colega é errado? Desfrutemos com consciência. E esse é meu trabalho na promoção deste esporte no país! 

Abraços.


Comentários

  1. direto e objetivo... é isso aí Volpão... já deu essa picuinha!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Rafael. Exato. Curtindo a vida sem prejudicar o próximo. Abração.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas