Maio no Final

Buenas!

Foram em torno de 150 km e uns 3.000 metros de desnível positivo acumulado neste maio. Uma porcaria diante daquilo que eu gostaria e deveria fazer, mas uma beleza diante das condições locais e das possibilidades. Teve lugares lugares belíssimos, boas companhias, treinos solitários em madrugadas gélidas, domingos de sol e céu azul, montanhas de 1.800 metros, visibilidade de 2 metros com neblina e escuridão das seis da manhã de uma quinta-feira, competição, parcerias e objetivos traçados.

Que mês.

Por vir:

Maratona dos Perdidos, K42 Bombinhas, Travessia Lapinha-Tabuleiro em um tiro e Half Mision Brasil.

Valeu!












Comentários

Postagens mais visitadas