É Hora do Mergulho (parte I)

Olá, bom dia.

Hoje é sexta-feira, dia que a maioria das pessoas já começa a sonhar ainda na segunda-feira. Como dizia minha amiga Carol Emboava, se a coisa chegou a esse ponto, melhor parar de atualizar o status no facebook e começar a cuidar do seu currículo.

Navegando hoje na internet, curiosamente em um dos dias mais decisivos da minha vida até hoje (vocês saberão porque no próximo post), me deparei com o texto abaixo escrito pelo cartunista Bill Watterson. Na verdade é a transcrição de um discurso dele em uma palestra ou coisa do gênero. Aqui a fonte onde obtive: http://papodehomem.com.br/bill-waterson-conselho-de-um-cartunista/ .

Apreciem o texto e a tirinha abaixo e bom final de semana, mates!

"Se quiser descobrir o quanto você realmente é desinteressante, arranje um emprego no qual a qualidade e frequência dos seus pensamentos determinam o seu sustento.

Eu descobri que o único jeito de me manter escrevendo todos os dias, ano após ano, é deixar minha mente passear por novos territórios. Para isso, eu tive de cultivar um tipo de ludicidade mental.”

Por anos eu não tive nada além de cartas de rejeição e fui obrigado a aceitar um emprego de verdade.

Um emprego DE VERDADE é um emprego que você odeia.

Eu desenhava anúncios de carros e de supermercados no porão sem janelas de uma loja de conveniência. Eu odiei cada um dos 4,5 milhões de minutos que trabalhei lá.

Meus companheiros de prisão no trabalho se preocupavam basicamente em bater o ponto no exato segundo no qual eles poderiam ganhar mais 20 centavos sem fazer nada por isso… foi um grande choque ver quão vazia e robótica a vida pode ser quando você não se importa com o que está fazendo e a única razão pela qual está lá é para pagar as contas.”

“Vocês vão descobrir seus próprios problemas éticos em todas as partes das suas vidas, tanto pessoais quanto profissionais. Todos temos diferentes desejos e necessidades, mas se não descobrirmos o que queremos de nós mesmos e pelo que nós levantamos, vamos viver passivamente e não realizados.

Mais cedo ou mais tarde, seremos chamados a nos comprometermos com as coisas que nos importamos.

Nós nos definimos por nossas ações.

Com cada decisão, dizemos a nós mesmos e ao mundo quem nós somos. Pensem sobre o que vocês querem desse vida e reconheçam que há muitos tipos de sucesso.”


Férias - Não era bem assim

Oi oi!

Não era mesmo. Afinal, férias são férias. Ou deveriam ser. Ou sei lá.

No fim das contas, entrei em férias do meu trabalho como coordenador de e-commerce na Jamur Bikes no dia 10 de agosto e até o momento vivi dias incríveis. Não com viagens mirabolantes ou atividades de tirar o fôlego. Mas sim com muita ação, com mão na massa, com contatos importantes em busca da minha realização como ser humano.


Estive em Bombinhas por três dias, para correr pela quinta vez a K42 Bombinhas Adventure Marathon. É o ponto onde parei de contar quantas maratonas eu fiz por aí. Mas é, principalmente o ponto onde minha vida começou mesmo a mudar. Em 2009, na primeira edição da prova, fui convidado a participar pelos organizadores em uma base de confiança no projeto de cada um. Em 2013, cinco edições depois, cada um está colhendo os frutos que lhe cabem. A prova foi um absoluto sucesso entre os corredores que lá estavam e para a cidade como um todo que abraçou o evento. Para mim, além de concluir com melhores condições físicas se comparado ao ano passado, esta oportunidade serviu principalmente para definitivamente me encaminhar de fato, de corpo e de alma para A Vida nas Montanhas. Título deste blog. Meu relato sobre a prova eu publiquei aqui: http://goo.gl/jkFcg2

Atuando como Atleta, Coordenador Técnico e Manager da Território Mountain Shop, no Departamento de Comunicação da TRC Brasil (organizadora de eventos), como Editor do TrailRunning BRASIL e ministrando os Training Camps com o Trail Labs eu sou verdadeiramente feliz.

Compartilhar dos meus pensamentos com pessoas incríveis que convivi nestes dias em Curitiba e em Bombinhas como Juan Carlos Asef, Gabriela Espírito Santo, Manuel Lago, Rosália Camargo, André Guarischi, Adevan Pereira, Daniel Meyer, José Virgínio de Morais, Daniel Júnior, Luciano Borghetti, Titai Moraes, Santi Asef, Harry Thomas Jr, Patrícia Fontana, Raphael Bonatto, Ricardo Tourinho, minha esposa Ana Barbara Volpão e outros amigos mais, foi muito libertador e, principalmente, encorajador.

Peito aberto, sol na cara e partiu trail running soul!


Pré-Férias

Caraleo, velho...

Já tem quase um mês que não escrevo aqui. É esse tal de facebook que toma nosso tempo. As ideias vem e quando menos penso, já coloco por lá.. Peço desculpas àqueles que não acessam esta rede social. Agora tem um tal de Instagram também, onde rolam umas fotos bacanas e tenho curtido postar os meus olhares com filtros eletrônicos do dito aplicativo.

No fim das contas é uma pena. Conteúdo digital de verdade é aquele que a gente deixa por aqui, onde os Pandas e Penguins do Google conseguem dar uma lida rápida e compartilhar para o mundo todo pelo seu site de biscas. Nas redes sociais a informação fica presa lá.

Hei de dar mais atenção por aqui. Uma mostra disso é deixar, pelo menos, pequeno relato e imagens do que aprontei nessa ausência de quase um mês:

- Cobertura em tempo real da Maratona dos Perdidos para a TRC Brasil, meus parceiros. Aliás, escrevo de novo sobre isso aqui, dois pontos (:). Não sou da TRC, não sou sócio, não sou nada mais que um parceiro. Não até a data de hoje. Se algo do gênero vier a acontecer, informarei por aqui, com certeza. Muita gente acaba confundindo, pois uso a camiseta, estou sempre nas provas, nas fotos e bla-bla-bla. Sou muito amigo dos meninos Bonatto e Tourinho mas a ligação com a empresa TRC Brasil é puramente de parceria, o que já me agrada e envaidece bastante. Afinal, são os melhores do Paraná no ramo!

- Rodagem sob temperaturas negativas ou sob sol escaldante. Assim é o clima no mês de julho no Paraná.

- Treino noturno no Morro dos Perdidos em plena segunda-feira, dez da noite. Eu e novos e velhos amigos partimos para a montanha em busca das neves paranaenses. Não teve a tal neve, mas teve um ótimo treino e muito calor humano, parceria e confraternização, coisa linda que o esporte faz conosco.

- Treino matador de quase cinco horas em uma das mais belas regiões da Serra do Mar, como primeira parte do planejamento de circuito da próxima competição a ser organizada pela TRC Brasil. Mais além, libero infos e betas do local.

- Pedal com a esposa sob chuva na mais bela capital do país, a amada Curitiba. Fazia tempo que buscava algo assim, regenerativo de corpo e de alma.

Beijos e abraços e toca pra K42 Bombinhas!