Estância Hidromineral Ouro Fino - Nature Sessions

Oi Amigos, tudo bem?

O texto de hoje é um vídeo. 

Introduzindo: voltei à Estância Hidromineral Ouro Fino após 4 anos, quando corri a K21 no início de 2013. Veja o relato de então no link abaixo:


Dessa vez, foi pra curtir essa temporada de sol e calor que atravessamos por aqui. Sombra, água fresca e algumas caminhadas.

Maiores detalhes no vídeo abaixo.

Boa semana, babies!













Engatando umas corridinhas

Oi, tudo bem?

Vejam só que loucura isso né?

Justamente o Volpão que cuspia aos quatro ventos por diversas vezes que estava cansado de correr, que estava desmotivado, que não via mais graça... ele acabou engatando duas boas rodagens como nos velhos tempos.

Teria sido as velinhas apagadas no final de semana anterior? Uma rodagem gostosa de 10 km seguida dois dias depois de outra rodagem de 13 km, certamente a maior distância percorrida em uma corrida contínua nos últimos anos.

Sim, estou surpreso duplamente. Primeiro por mesmo sem treinar direito, ainda conseguir encaixar 13 km a um ritmo respeitável. Segundo porque eu realmente gostei dessa corrida na madrugada da quarta-feira passada. Acompanhar o dia chegar após alguns quilômetros de corrida na Estrada da Graciosa me faz pensar sobre gratidão e propósito. Grato por estar saudável e apto, propósito de fazer coisas diferentes no que se refere à vida outdoor.

No final de semana eu tirei o pé, senti um pouco o cansaço e o reflexo negativo de uma noitada movida a pão de alho.

Então dediquei-me à tequila na noite de sábado, que me "estragou" fisicamente para o domingo, mas que me libertou para pisar com um pouco menos de força nas corridas e pedaladas desta semana que começa agora.

E você? Animado para 2017? Eu to muito.

Abraços, boa semana!


Estrada da Graciosa em certo amanhecer. Quatro Barras / fevereiro 2017.



Amigos no trabalho. Volpão tequilero em fevereiro 2017. Curitiba / PR

A Vida Começa Aos Quarenta

E recomeça aos cinquenta, diz meu amigo Rodolfo Maia lá do RJ.

Tudo bem com vocês?

Aqui está tudo ótimo, com os 40 anos de vida (muita vida) completados neste último domingo 5 de fevereiro.

Pois olha... não fiz faculdade. Não tenho carro. Nem casa própria. Gastei muito dinheiro bebendo quando quis beber. Fumando quando quis fumar. Viajando quando quis viajar. Corri, pedalei, transei, nadei, comi até me empanturrar. Pergunta se sou infeliz, estressado ou não tenho qualidade de vida :)  Acabo de completar quatro décadas de vida e digo: agora sim a festa vai começar!


Sou otimista de carteirinha e por natureza. Por mais rabugento que eu seja às vezes - sei bem disso e tenho tentado me controlar - e por mais desesperançoso que sinta em alguns momentos, sigo em frente, trilhando meu caminho da forma que ele se apresenta à frente. 


O importante é não deixar de seguir. As metas de vida são bastante ousadas para este período compreendido entre meus 40 e meus 49 anos. Se é que chegarei vivo lá né, pois dizem que a única certeza da vida é a morte.

Eu não tenho medo de morrer. Tenho medo de não viver.

Grande abraço a todos, com muita VIDA!


Fonte: Fan Page Revista Go Outside no Facebook.