Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

Mais um pouco da Linha Verde

Imagem
Saiu no blog da Território Mountain Shop , empresa que me apóia, uma matériazinha sobre a minha participação na II Meia Maratona da Linha Verde neste domingo último. Valeu a força moçada! E vamos que vamos que neste sábado tem longão maior que a a Linha Verde. Ou eu me arrebento com essa maluquice de treinar para maratona com apenas dois meses de tempo ou eu "vou se consagrar", hehe. Beijos e abraços.

Nove Semanas para o Rio 42

Imagem
Nove semanas para a Maratona do Rio . Se para completar a II Meia Maratona da Linha Verde foi heróico para mim, chegar ao final deste novo desafio que me proponho será ainda mais. Pouco tempo de treino. Não acredito que ninguém em sã consciência recomendaria alguém treinar para uma maratona tendo apenas nove semanas disponíveis. Mas é a vida, pois todas as ocorrências deste início de ano me tomaram pelo menos dois meses de bons e dedicados treinos. Até pensei em disponibilizar o plano de treinamento que vou seguir para sobreviver à prova, mas é melhor deixar quieto. Assumo meus riscos e não quero passar adiante a idéia maluca de fazer uma maratona após tanto tempo longe das grandes distâncias. Cada um sabe o que faz. Não importa. Vamos lá! Lembrando que a partir de agora é possível acompanhar a progressão dos treinos no menu ao lado, que faz um RSS do meu Training Log no MapMyRun . Um grande abraço e ótimos treinos a todos também.

Breve Relato da Trip pela Argentina e Chile Publicado

Buenas! Saiu meu relato no blog da Deuter, importante fabricante alemão de materiais para montanhismo e um dos apoiadores da viagem rumo a um 6.000 na Cordilheira dos Andes em janeiro último. Lembro também que o blog Adventure Zone está com uma promoção cultural onde você pode enviar seu texto de viagens e concorrer a prêmios. Aqui está o link: http://www.adventurezone.com.br/post.php?id=145 Um grande e forte abraço a todos!

De Volta às Boas Sensações - Meia Maratona da Linha Verde

Era algo que sempre tinha comigo, tornando-me muitas vezes um cara chato ao insistir nesse ponto: "Você só aproveitará as verdadeiras sensações que a corrida pode proporcionar a partir do momento que se envolver com as corridas de longa distância, acima dos 15 quilômetros". A todos eu repetia isso. E ontem, domingo 26 de abril, aproximadamente 3.000 pessoas vivenciaram cada um suas sensações na II Meia Maratona da Linha Verde. A largada foi distante 21 km do centro da cidade. Tomando o rumo sul pela menina dos olhos da administração estadual - a Linha Verde - a chegada foi realizada em ponto emblemático e central da capital mineira, a Praça da Estação. Entre estes dois pontos, quem correu encontrou subidas duras para quem não estava acostumado, calor forte para meus padrões sulistas e muita gente caminhando após as primeiras subidas, entregando o fato que muitos estavam em sua primeira prova na distância. Pudemos encontrar também um público animado apoiando, embora boa parte

Cuidados com Alimentação para a Meia Maratona da Linha Verde

Segue abaixo texto extraído de um site que me foi recomendado através da lista de discussão do yahoogrupos dos corredores-bh . A fonte original está aqui: www.nutricio.com.br . As dicas são de Mariana Braga Neves . A 2ª Corrida Meia Maratona Linha Verde , evento que acontece no dia 26 de abril de 2009 aqui em Belo Horizonte, atrai muitos atletas profissionais, corredores de rua e muitos curiosos. Qual deve ser uma dieta básica para um atleta que vai participar da Meia-Maratona Linha Verde? Não há uma regra. O planejamento depende do peso, da idade, sexo, estatura, velocidade da corrida, intensidade do exercício. Assim, para cada atleta há uma dieta mais adequada. De forma geral, deve ser dada atenção à hidratação que pode ser feita com água, sucos naturais e água de coco, durante toda a semana que antecede a competição. O atleta deve sempre evitar os excessos de guloseimas.

A Moda Agora É Correr Pelado!

Acho que a única vez que corri pelado foi dentro de casa mesmo, quando estava no banheiro apto para o banho e lembrei que deveria desligar o fogão que cozinhava algo... Quem quer experimentar?

Racing In Belo Horizonte City

Está ficando bom! A cada semana aparecem novas corridas no calendário da cidade e da região. Não há do que se queixar sobre falta de competições para quem curte participar delas. Desde o ano passado Belo Horizonte conta com corridas mais pop como o Circuito das Estações, a Fila Night Run e algumas outras de 10 km, distância indicada para quem quer se iniciar nas corridas. Infelizmente no Brasil a popularização das corridas tem-se feito através das provas curtas, sendo que em nosso calendário temos apenas seis maratonas durante todo um ano. Nos Estados Unidos temos 6 maratonas em uma semana! As pessoas lá gostam de correr longe mesmo, sentir o máximo de prazer e desafio que a corrida pode proporcionar. Tenho certeza que chegaremos nesse patamar por aqui e que provas longas apareceram com mais frequência em nosso calendário. Bons exemplos são a quantidades crescente de provas na distância de meia maratona que têm surgido. Considero essa a distância ideal para experimentar todos

Corrida da Assufemg

Nunca imaginei que isso fosse acontecer. Retirei o último cálculo que restava no meu uréter direito no sábado e resolvi competir no dia seguinte. A recuperação pós-operatória foi impressionantemente rápida, muito mais que no procedimento idêntico realizado no mês passado. Saí numa boa do hospital no sábado, já sentindo que seria possível participar da prova no dia seguinte. Domingo de sol em Belo Horizonte, parti com a Maria Vitória rumo ao campus da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais, local da realização da prova que teria o percurso totalmente dentro do campus. A expectativa era grande pois era anunciada uma grande variação de pisos e terrenos. A largada foi pontualmente as 09 da manhã e em torno de 200 corredores (adoro provas com pouca gente) e já de cara enfrentamos subidas por calçamento de pedra e grama. Logo após um pouco de asfalto e enfim a mata da UFMG, onde corremos por carreiros estreitos e caminhos dignos das melhores corridas de montanha do Paraná . Claro que as

Corrida da Assufemg - Categoria Portadores de Catéter Duplo Jota

Após o alarme falso de parada, quando pensei que iria enfim realizar a Ureterolitotripsia parte II nesta quinta feira passada, estou de volta às competições. Vai rolar uma prova que parece ser muito bacana, um circuito estilo cross-country com 12 km no total. Isso tudo dentro do campus da UFMG. É uma corrida pequena, mais ao meu estilo, sem as multidões das provas da moda. É a corrida da Assufemg . Será uma boa prévia para a II Meia Maratona da Linha Verde , que vai acontecer no final de semana seguinte, dia 26 de abril. Chegarei a esta prova absolutamente despreparado. Meu treino mais longo este ano foram 12 km aqui no bairro de Santa Tereza, tendo que parar a cada 30 minutos para urinar um pouquinho de sangue, que acaba aparecendo devido o contato do catéter duplo jota que tenho dentro de mim contra as paredes da bexiga e do rim direito. Tenho mantido uma frequência de dia sim, dia não para os treinos, pois percebi que treinar todo dia fica muito puxado. Calculo em aproximadamente 10

Correndo 21 Km em Trilhas

Imagem
A clássica distância da meia maratona (21.097 metros) pode ser bastante divertida também quando se corre em terrenos rústicos. É uma prova que consegue ser longa o suficiente para proporcionar desafio mas não extenuante a ponto de detonar o atleta. Buenas! Vou relatar brevemente aqui uma das duas provas de 21 km que já participei correndo nas montanhas paranaenses. A primeira delas foi no Município de Campo Magro, num gélido domingo, 29 de julho de 2007. Este município é conhecido por ter em seu território um acidente geográfico chamado Morro da Palha, com quase 1.200 metros de altitude. Só de saber disso já pude prever que coisa boa não viria... A largada foi em um restaurante da região bem defronte ao morro. Além do grande desnível que enfrentaríamos, já que a largada estava por volta dos 800 metros de altitude, o frio seria um desafio a mais. Na hora da largada, as oito da manhã fazia 5 graus, com um lindo céu azul e vento. Largamos por uma estradinha de chão e começamos a altern