Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Circuito Paranaense de Corridas em Montanha 1ª Etapa 2011 (Imagens)

Buenas. Deixo abaixo um link com novas imagens da minha participação nesta competição, a 1ª etapa do Circuito Paranaense de Corridas em Montanha 2011, realizado no dia 27 de março na cidade de Colombo. Basta clicar na imagem abaixo que abre o álbum. Abraços a todos! Circuito Paranaense de Corridas em Montanha 2011 1ª Etapa

Circuito Paranaense de Corridas em Montanha 1ª Etapa 2011 (Rodada Dupla)

Eita final de semana dos bons! No sábado, dia 26 de março, corri a 3ª Etapa do Circuito Amigos da Natureza, que foi realizada em Quatro Barras, pertinho de casa. prova com inscrição de preço acessível, apenas 30 reais. Menos de 200 atletas partyicipando, talvez porque no dia seguinte haveria a Corrida do Carteiro, que tem tradição em boa organização e premiação. Corri pra me divertir, afinal tinha analisado o mapa com o percurso da prova e me animado a correr nas estradinhas de chão que constavam do dito mapa. Não me arrependi, apesar de ter feito um tempo fraco para os meus padrões: 53’02”. Não havia muita subida, estava quente pero no mucho e o que valeu mesmo foi correr uma prova simples, sem frescura e sem oba-oba das Track&Field e Adidas que proliferam por aqui. Paisagem das mais bonitas, com a Serra do Mar sempre aparecendo ao fundo. No fim das contas: divertido. Ainda rolou um terceiro lugar na categoria 30-34 anos. Claro que a gente gosta dessas coisas, mas o nível dos atle

A Carapuça Serviu! Curitibano!

Buenas! Estou lendo um livro chamado Uma Crônica, Curitiba e Sua História faz uns dias. Livro bem escrito, do jornalista Eddy Franciosi (1930-1990). Deparei-me com uma passagem muito interessante, ao abordar a miscigenação resultante da vinda de diversos povos ao meu Paraná, principalmente à sua capital, Curitiba. Identificação total. Reproduzo abaixo. "Poder-se-ia dizer que o curitibano herdou a astúcia do português, a indolência do índio, o espírito arredio do caboclo, o charme do francês, a determinação do alemão, a presunção do italiano, o esnobismo do inglês, a alegria dos eslavos, e tudo isso emoldurado por uma figura alta e esguia na qual a natureza se compraz em distribuir harmonicamente todas as nuances coloríficas de peles, olhos e cabelos. Fisicamente privilegiado é, contudo, de uma timidez e de um orgulho a toda prova, como se, inconscientemente, tivesse consciência de seu fascínio. Tanto é capaz de abrir as portas de sua casa ou de franquear suas terras - como de rest

A sensação de ser um ex-corredor é a melhor de todas

Este texto aqui é um apanhado do que publiquei hoje em meu Facebook, dialogando e conversando com bons amigos. Adaptei as falas para que eu me tornasse um pouco mais explícito, numa linguagem ideal para um blog e não para o Boteco Facebook. A leveza de uma pessoa sem cobranças é sensação das melhores. Essas merdas de rótulos "sou corredor", sou maratonista", "sou ciclista", "sou triatleta", "sou montanhista" só servem para quem precisa se adequar a um grupo, gueto, estilo ou algo assim. Faça o que tu queres pois é tudo da lei e viva a sociedade alternativa. O mundo é muito maior do que fazer corridinhas, marcar tempo, publicar fotos de medalhas, mostrar que esteve na torre eiffel. Mais que adeus às corridas como tenho visto sendo expostas nos dias de hoje, digo adeus aos pulhas, hipócritas e bananas. E vou além: a sensação assim tão libertadora é aquela de ter cumprido meus objetivos, de ter corrido, literalmente, atrás daquilo que eu queria