Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Pernas pra que te quero

Acredito que pela primeira vez na vida vou atigir a marca dos 200 km corridos em um mês. Utilizo um programa online bastante simples para acompanhar progressos (ou regressos, hehe) nos meus treinamentos. Posso acompanhar também através dele coisas como percursos, variação do peso corporal e até mesmo quantos quilômetros percorri com determinado par de tênis. Bastante conhecido nos EUA, o Map My Run ainda é pouco difundido no Brasil. Chegar a uma quilometragem mensal como essa não é fácil, principalmente se considerar que minha carga no mês anterior foi muitíssimo inferior. Acreditei na força de vontade e na correção do intento e meti a cara. O resultado está sendo colhido. Os longos estão sendo feitos a contento, os treinos de ritmo cada vez mais rápidos e o corpo vai se adaptando. Nada de lesões. Porém após a maratona do rio devo dar um bom tempo e focar no próximo objetivo, que ainda está se desenhando. E em breve eu conto qual é. Um abraço!

Um bom amigo. Review Mizuno Pro Runner 9

Buenas! Acredito que um dos melhores amigos dos corredores é o tênis. Pelo menos daqueles que correm com este aparato. Há quem os dispense, amigos meus inclusive. Meus bons amigos nestes últimos tempos tem sido dois "caras". Hoje vou falar do mais antigo deles. Trata-se do Mizuno Pro Runner 9. Tá bom, tá bom. Quem entende de corrida (e de lançamentos de modelos, tipos de pisada, marcas, etc) pode xingar e perguntar: "Qual é desse cara que tá falando de um tênis quem é mais vendido de tão velho que é?" Autor responde: nem é tão velho assim, trata-se de um modelo 2007. E acho importante falar dele pois cada modelo tem um histórico e tem suas características aprimoradas a cada temporada. Antes do Pro Runner 9 existiu o 8, existiu o 7 e por aí vai. Minha história com os mizunos vêm de longa data. O primeiro que usei foi um Mizuno HST, comprado pela (na época) fortuna de 70 reais. O ano era 1994, o primeiro ano do real, nossa estável moeda. Apesar dele ter arrancado uma

IV Corrida João César

Foi bom demais. Esta foi a minha primeira prova de 10 Km este ano. Até então só tinha rolado provas de 7, 12 e 21 Km. Apesar de já terem seido realizadas duas corridas este ano na orla da Pampulha, os percursos muito planos não me atraem muito, bem como a multidão e o estilo "Revista Caras" da maioria das provas realizadas por lá. A IV Corrida João César foi realizada na via pública homônima na cidade de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, facilmente acessível por metrô. Uma prova bastante popular, com inscrição gratuita (apenas um kg de alimento para retirar o kit), provas especiais para a criançada e grande envolvimento da comunidade local, como nos velhos tempos. Havia grande presença de atletas de elite, nomes conhecidos no brasil e no exterior, inclusive com quenianos no pelotão, já que a premiação era bem interessante. Fazia friozinho pela manhã, em torno de 14 graus, vento gelado e clima desértico: calorzinho no sol, frio na sombra. A largada foi pouco de

32 km no bolso...

Pronto! Descabacei. Eu já tinha corrido 30 km na vida. Foi em outubro de 2007. Mas dessa vez tinha que ter 2 km a mais. Faz diferença viu? Depois das três horinhas de pernada qualquer minuto a mais correndo é difícil, pelo menos no meu estágio de treinamento. Mas valeu, foi divertido. Esteve frio, esteve quente, esteve susse, esteve foda... em 3h15min deu para experimentar as mais diversas sensações. Do pânico à euforia, da dor ao êxtase. Mas chega de papo-furado. Depois dessa fiquei meio sem tesão de escrever. Tem que correr isso tudo pra entender, não adianta ficar escrevendo aqui... Preciso recuperar porque domingo tem 10 km em contagem, Corrida João César. A gente se fala... Abraços.

Teste de Pisada em Belo Horizonte

Recebi e-mail na lista de discussão dos corredores de BH informando sobre a realização do teste aqui na terrinha. Para quem não sabe como funciona, trata-se e um aparelho que "lê" a pisada do atleta, como um scanner, informando qual o tipo do seu pé, se normal, cavo ou plano. Isso ajuda na escolha do tênis ideal. O teste é gratuito e pode ser realizado em poucos minutos, com o interessado ainda levando um cd para casa com imagens do seu pezinho. A máquina que faz o teste da pisada está disponível na loja Sports Hall do BH Shopping, ali pertinho. Nos dias de semana você pode fazer o teste enre as 13 e as 21 horas. Já aos sábados e domingos você pode fazer o teste das 14 às 20 horas. No entanto é preciso fazer uma ressalva. Muito já foi dito sobre a validade destes testes sem acompanhamento de médicos e/ou fisioterapeutas da área. Testes como esses devem ser encarados apenas como indicativo da pisada do corredor, jamais como diagnóstico verdadeiro. O colega corredor Marco Vict

Sensacionalismo

É impressionante a vontade que certos jornalistas têm de aparecer, de querer chocar, de serem heróis. O que me leva a deixar este post é esta manchete publicada no Portal Terra: Poluição pode causar até infarto em atletas de rua Para chamar mais a atenção do que isso em um assunto desses nem se pendurasse uma melancia no pescoço. Talvez isso seja reflexo do que desde os tempos de Stanislaw Ponte Preta só cresce. A notícia é pertinente e com certeza os resultados dos estudos indicando os prejuízos de aspirar toda essa poluição da cidade grande são válidos. Não deve ser nada bom inflar os pulmões de monóxidos, dióxidos e outros termos químicas danosos. Porém esta é apenas meia-verdade. Em momento algum o repórter Plínio Teodoro fala sobre os malefícios do sedentarismo, da falta de exercício físico. Na matéria, apesar do alerta do pneumologista Ubiratan de Paula Santos, de que este veredicto não deve ser levado como uma maneira de desincentivar a prática de exercícios, o que chama atençã

Os longos de 32 Km...

Lá vêm eles... Os temidos e necessários treinos longos com 32 quilômetros. Como já disse por aqui, após completar a II Meia Maratona da Linha Verde decidi encarar mesmo a Maratona do Rio , que se realizaria apenas 9 semanas após a meia aqui em BH. Os dois meses praticamente sem treinar, devido a viagem pela Argentina e Chile e ao cálculo ureteral que exigia sossego na correria, me tiraram o propósito de treinar de forma mais correta. Confiando em minha base fisiológica desses anos e anos de corredor mediano (fraco até mesmo), resolvi acreditar que dava pra completar a Maratona do Rio de forma satisfatória, não importando o tempo final (antes do tempo-limite claro). Então chegou a hora de fritar o tênis no asfalto. 5 semanas para a maratona. E nesta quinta feira parto para meus primeiros 32 km da minha vida e aí sim vou saber a quantas anda minha resistência. Meu último treino longo, 10 dias atrás teve 26 km com muitas e muitas subidas, e concluí super bem. Desta vez serão 32 km em t

Eco Run - Etapa BH 2009 - Impressões

Buenas! Como sempre uma ótima organização da Iguana Sports, responsável também pela realização das provas do Circuito das Estações. O diferencial desta prova também realizada na Pampulha foi o percurso dos 5 km, que incluía subidas e descidas. Uma curva fechada no final logo após forte descida tornava um bom local para acompanhar os mais afoitos no sprint final. Bom mesmo foi rever a galera. Semana que vem volto às competições, na Prova João César, na cidade vizinha de Contagem. 10 km pra testar o ritmo um mês antes da Maratona do Rio. Um grande abraço.

Eco Run - Etapa BH 2009

Salve! Será neste domingo, dia 17 de maio a etapa BH do Circuito Eco Run. Quase nenhuma novidade para nós corredores. Os tradicionais 10 quilômetros corridos às margend da Lagoa da Pampulha. Porém o circuito dos 5 km ficou interessante, sendo parte deles totalmente plano, junto à margem e outro tanto em subidas e descidas, pelas Avenidas Novara e Cremona. Depois dessa deu até vontade me inscrever, não fosse a preparação voltada à Maratona no Rio, que exigem longas distâncias em treinamento. Fora de cogitação correr 5 km de forma veloz. Pelo que ouvi ainda seria possível fazer inscrição no dia da retirada do kit, pois a procura pela prova não teria sido tão grande como é nas etapas do Circuito Adidas. Por sinal, a Eco Run é organizada pela mesma empresa, o que é garantia de ótima estrutura para os corredores. Eu não correrei, mas marcarei presença fotografando e prestigiando a galera dos corredores de rua de BH no Orkut. Um grande abraço .

Nova atualização

Atualizei nesta quarta a noite texto publicado na página Quem Sou deste blog. Alé estão agora algumas informações sobre as montanhas que percorri. Para mais informações basta clicar no link ou no menu acima. Um grande abraço!

Normalidade

Tudo dentro do normal. estranho seria se não houvesse dores após duas semanas de treinos puxados, talvez as maiores quilometragens que já apiquei em treinos durante toda minha vida. Senti que era necessário dar um "pega" forte, até para saber qual era meu limite. Estava consciente que poderia "quebrar" ao ousar tanto assim na carga e na quilometragem semanal. Mas nada de errado ocorreu. Então nesta semana eu pegarei leve, para recuperar, tomar um fôlego mesmo. Iria correr nesta terça a prova-treino da By Japão, mas um leve resfriado indicou que seria melhor ficar em casa mesmo. Apenas um treininho leve de 6 km no final da tarde da terça, para na quarta encarar um pouco mais que o dobro desta distância, 13 km pela Av. dos Andradas, tudo planinho, ô beleza! Próximo longo nem será tão longo assim, para recuperar mesmo. E assim vamos tocando. Rumo ao Rio. 46 dias para a maratona. Um abraço! Ilustra o texto foto de uma típica tempestade de final de tarde em Belo Horizont

Talvez Eu Esteja Exagerando...

Para quem se dedica às corridas longas, sempre é difícil entender qual seria o ponto de equilíbrio entre os o benéfico e o maléfico em um plano de treinamento. Para quem está começando nessa "arte", como é meu caso, é mais difícil ainda. A tendência para os iniciantes muitas vezes é exagerar na dose, pois a motivação é alta e o juízo é pouco. Por isso acredito que meste último final de semana eu tenha saído da linha um pouco, pecando pelo excesso. Minha planilha indicava um longão de 26 km para este sábado, sem preocupação com tempo de conclusao, pois a idéia é tentar construir um pouco de rodagem visando a Maratona do Rio que se aproxima. É sabido que havia alguns alnos que eu não me dedicava a correr mais que os 21 Km de uma meia maratona. Porém, após um período de análise em que pesei os prós e contras e assumir o grande risco de me lesionar com treinos tão fortes, resolvi tentar a maratona de qualquer jeito. E para isso há que se treinar! Pois bem, mandei-me as 6:15 da

Um pouco do passado

Buenas, Quem me conhece a mais tempo sabe que antes de me dedicar às corridas com a seriedade que dedico agora tem conhecimento que minha paixão única por muitos anos foi o montanhismo. Por três anos mantive um blog dedicado basicamente a relatar um pouco das aventuras que vivi, desde que comecei a frequentar as montanhas do Paraná, lá pelo meio da década de 90. Nestes 14 anos de trilhas fiz alguns poucos amigos e da mesma forma colecionei alguns desafetos, devido basicamente a minha personalidade forte, por dizer o que penso, muitas vezes desagradando cobras criadas do cenário local. Por outras vezes, pessoas que considerava amigas de coração me apunhalaram pelas costas, me transformando em um ser, admito, um pouco mais amargo do que eu gostaria de ser. É a história do gato escaldado. Ter vindo "fazer" a minha vida em Belo Horizonte foi excelente para a superação de certos traumas. É como um Starting Over mesmo, começar de novo, do zero. Deixar para trás algumas amizades de

Longão de 24 km este FDS

Buenas! De volta às longas distâncias, tendo em vista a estréia em maratonas na cidade do Rio de Janeiro em 28 de junho próximo, parti para um primeiro longão após a II Meia Maratona da Linha Verde. Contando a partir de hoje restam apenas 8 semanas para a prova e estou seguindo um plano de treinamento montado por mim mesmo, adaptando diversas planilhas com a experiência que adquiri ao longo desses 16 anos de corrida. Sábado pela manhã parti para o treino na Pista da Andradas. A idéia inicial era fazer duas "voltas" de 12 km na própria pista, com início junto a Avenida do Contorno e retorno na Estação da Copasa. Porém, ainda na ida, resolvi partir adiante e segui pela continuação da Avenida dos Andradas, passando por uma favelinha de via estreita, daquelas de arrepiar qualquer corredor acostumado à civilidade do Belvedere ou da Pampulha. Desviando dos carros, dos cachorros e do lixo, logo esse trecho ficou para trás e entrei na Avenida Borba Gato, já no município de Sabará. Ju