Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2010

GeorgeVolpao.Net

Pronto. Sou frenético com esse lance de internet. Mas quero ver se agora sossego. Tai o novo endereço: www.georgevolpao.net . Tudo aquilo que existia no www.iruntrails.net está publicado no GeorgeVolpao.Net. Em breve o domínio será redirecionado e quem digitar em seu navegador o www.iruntrails.net será levado automaticamente para o novo domínio. Isso com certeza causará um certo trampo para quem me acompanha via mail ou via google reader. A esses peço desculpas e deixo minhas juras de não mudar mais o endereço :) Fiz essa mudança porque senti que por vezes eu estava fugindo demais do assunto "I run trails". Tava uma zona. Pensamentos sobre consumismo, corridas no asfalto, vídeos de alta montanha... Enfim, tava George Volpão demais. Então hora de assumir a autoria, dar um nome aos bois e escrever aquilo que me vem à cabeça. Os leitores de corrida (espero) continuarão comigo nesse "novo" espaço. Aqueles que também gostam do lado mais crítico e ácido também apreciarã

Feliz são aqueles que têm amigos!

Um post especial para os amigos. Coisa rápida. Aqueles que aparecem aqui apenas para ler, aqueles que deixam seus comentários, que me mandam mail, outros que me acompanham via Facebook , pelo Google Reader, pelo Feedburner. Perdi alguns leitores ao abandonar o Twitter, que estava me enchendo o saco com tamanha futilidade e superficialidade (sinônimos?) do que eu lia por lá. Serviu pelo menos para fazer alguns amigos, que trouxe para um mundo mais real. Meu post sobre a K42 Bombinhas Adventure Marathon 2010 teve muitos comentários positivos e gostaria de agradecer àqueles que passaram neste blog e deixaram suas palavras de incentivo e apoio. Passei por momentos difíceis recentemente, questionando a validade de cada sonho, cada plano e cada atitude que eu estava tomando. Ver essas manifestações positivas dos amigos e leitores aqui, com certeza me renovou as forças para seguir meu caminho, o caminho das pedras, da lama, da areia e das longas distâncias. Afinal, I run trails :) Obrigado

Breve Relato sobre George, a K42 Bombinhas e o Aquecimento Global

Imagem
Já no local da largada eu me assutei: "Cacete, como está alto esse mar", comentei com quem já estava alinhando para o início da prova. Em 2009, a praia central de Bombinhas estava com o mar baixo e uma boa faixa de areia para correr. Neste ano, não passei mais que 100 metros de competição para molhar os pés na água que insistia em beijar os pontos mais "altos" da praia. A multidão era a mesma, pouco mais de 100 inscritos na maratona, outros no revezamento e mais alguns na prova de 12K, todos largando juntos. A areia estava pesada devido às chuvas dos dias anteriores e ao mar que insistia em ficar mais alto que o normal. Passados os primeiros quilômetros, nas praias de Bombinhas e Bombas, tudo foi se ajeitando e se configurando para ser uma prova bem mais difícil que no ano anterior. Ainda estava com um grande sorriso, conversando com os atletas (um deles havia me reconhecido da matéria da Contra Relógio) e curtindo aquela planura toda dos seis quilômetros iniciais.

Rapidinha de Bombinhas

Buenas! Já em casa, no úmido e gelado primeiro planalto paranaense. Passei aqui apenas pra constar que tudo está ok, às mil maravilhas. E em agradecimento à galera que comenta aqui, manda recado no Facebook e tudo o mais. Valeu mesmo a força! Durante a semana eu postarei algo mais detalhado sobre a sensacional, incrível, fantástica, imperdível, dura, emocionante, foda, gostosa, deliciosa, instigante, surreal, dolorida, divertida e prazeirosa melhor maratona do Brasil: a K42 Bombinhas Adventure Marathon. Que neste ano de 2010 esta ainda mais superlativa em seus adjetivos. Fotos? Aqui vai uma prévia . Resultados? Aqui . Aumentei meu tempo em 25 minutos se comparado ao ano passado. As condições estavam bem difíceis, como veremos no post seguinte. Beijos e abraços.

Rumo à Bombinhas!

Chegou a hora. Nesta sexta-feira já estarei no litoral catarinense para a segunda edição da K42 Bombinhas Adventure Marathon. Na semana que vem eu volto trazendo as considerações sobre a prova. Grande abraço!

Considerações Pré-K42 Bombinhas Adventure Marathon

Imagem
Nunca deixei de reparar nos comentários de atletas antes de provas importantes. Principalmente os amadores. Sempre rola uma desculpinha esfarrapada, para tirar um certo "peso" das costas. Lembro dos papos antes das largadas: "ah, to com uma dorzinha no joelho, não tenho treinado direito". Outra bem comum é: "Esse percurso não é minha especialidade". Tem também essa: "passei a semana com febre e vou correr só pra curtir". Também tenho as minhas desculpas, é claro. Neste momento, estou de olho em uma belíssima bolha que adquiri hoje. Ah, tem também um corte no dedão causado por uma pedra que entrou no meu tênis lá pela metade do treino do dia e resolvi ignorar. Mas, se for comparar esta semana a anterior à K42 Bombinhas de 2009, tenho certeza que estou mais forte, mais treinado e com mais bagagem. Não faço longos de mais de 30Km há mais de um mês. Mas quem são esses treinadores sabichões, que dizem que longões de mais de 30Km é que preparam você pa

George Volpão na Revista Contra-Relógio

Imagem
Este post tem o intuito de divulgar a matéria de capa publicada na edição número 200 da Revista Contra Relógio (disparada a melhor especializada em running). Seu título é "Por que As Corridas de Montanha Não Avançam no Brasil", escrita pela jornalista Yara Achôa . A foto de abertura da matéria - página 60 - traz o George Volpão e suas meias de juiz de futebol correndo junto ao mar, em imagem obtida na minha participação no Desafio Praias e Trilhas de 2009. A reportagem traz também alguns depoimentos que forneci. No decorrer das cinco páginas da reportagem, Yara discorre sobre o que ouviu de organizadores e atletas, bem como relata sua participação na Corrida de Montanha em Paranapiacaba , onde também estive presente. Matéria excelente, que traz um panorama muito real do que rola neste mundo das corridas de montanha. Parabéns, Yara! Tá lá então, em todas as boas bancas do Brasil. Agradeço à galera que apóia, como a www.territorioonline.com.br e a Proativa (na foto da matéria

Sobre ser o último colocado

Imagem
Estava no regulamento. Às cinco e dez da tarde o PC número 19 fecharia e mais nenhum atleta poderia continuar na prova oficialmente. Estou falando da Volta a Ilha 2010 , prova da qual participei junto à Território Mountain Team no revezamento de oito ( sete ) atletas. Nada estava perdido pois havia uma exceção. Se o atleta anterior não chegasse até este horário, eu poderia largar e fazer meu trecho (considerado o mais difícil da prova) e a diferença de tempo seria calculada tendo em vista o resultado final. Era um tramo de 15 km pela região conhecida como Morro do Sertão, chamado entre os atletas de Morro Maldito. Muitas subidas e descidas, bem como muita lama, esta garantida pelas chuvas que haviam caído na regiao nos últimos dias. Sem problemas, isso eu já sabia pois havia escolhido este trecho justamente por gostar deste tipo de terreno. Apenas não contava com o improvável que tomaria conta do dia de competição. Várias situações levaram a alguns atrasos e tive que largar no horário

Ano Novo, Vida Nova

Imagem
Dias de céu azul e temperaturas amenas são ideais para se aventurar pelas montanhas. No entanto, delírios causados por uma febre (de pequena intensidade, mas que com certeza ajudou a cozinhar os miolos) neste sábado e domingo, início de maio, impediram-me de atirar-me às montanhas paranaenses. No sábado rolou uma corridinha de 12K para colocar a cabeça no lugar no que diz respeito às corridas, às montanhas, o George, o Nas Nuvens, o Pepe, o Volpão... Corri em um lugar maravilhoso, o qual o leitor já pôde ter conhecimento em um post chamado O Treino dos Sonhos . E em uma corrida febril (faça o que falo, não faça o que faço, é claro), lembrei que neste maio o iRunTrails completa um ano. Portanto resolvi aproveitar a leseira, deixar rolar meu lado "nerd" e apresentar um novo layout, trabalhado madrugada adentro. Um tanto mais simples, um pouco menos carregado e em certo ponto "mais branco" que é a forma que encaro a vida, com clareza e simplicidade. Mudar é sempre bom.