Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Saída 01 - Morro Tucum

Imagem
Um montanhista preguiçoso ou, talvez, mal preparado fisicamente. Um clima instável. Um cenário ideal para menos heroísmos e mais desfrute. Poderia achar inúmeras "desculpas" para não me ater ao plano original de ir até o Pico Ciririca (1.700m) na trilha "de cima" e voltar pela trilha "de baixo" em uma empreitada de três dias junto com a Ana Barbara e os fieis amigos Aliny e Arce. Não posso dizer que eu seja especialista em desculpas, apesar de alguns dizerem o contrário. Nunca fui de contar histórias para boi dormir em meus muitos fracassos. Fracassava, sem pudor nem vergonha alguma. Por isso não chamo de fracasso a não realização do intento, mas sim um baita sucesso de sensações, como se pode ver na imagem abaixo. Assim sendo, pura realização pessoal este primeiro acampamento do inverno 2014 nas montanhas. Em abril estive nas montanhas ao sul da Serra do Mar, perfazendo uma travessia de três dias pelos Campos do Quiriri que sequer r

Volpão - O Deus da Montanha

Imagem
Foto:  http://goo.gl/Dsp74F Hehehehe. Quem aí consegue rir de si mesmo? Quem consegue achar graça nas bobagens que por vezes escrevo, como essa: Volpão - O Deus da Montanha? Surpreendo-me sempre que vejo alguém levando a sério demais aquilo que escrevo. Como se eu fosse um cagador de regras, como se eu soubesse o que é certo, ou o que é melhor, o que faz emagrecer, qual camisa de seleção é a mais bonita ou que faz bem pro coração.  Acredito, sinceramente, que quando escrevemos algo ou emitimos uma opinião, é apenas isso: uma opinião. Não é um manual, não é ideologia, não é verdade absoluta. É opinião e que está sujeita a ser rebatida e discordada. Mas somente para quem olha nos seus olhos e rebate com argumentos válidos e sólidos. Fora destas condições, não passa de atitude de moleque chorão. De imaturidade emocional e, principalmente, hombridade. Opa, atenção: isso é apenas uma opinião ;) Assim: não sou eu que digo o que é certo a ser feito na montanha, como se comp

A vida lá fora

Imagem
Oi! "Se você quer Que eu feche os olhos Pra alguém que foi viver Algum dia lá fora E nesse dia Se o mundo acabar Não vou ligar Pra aquilo que eu não fiz" Eu vivo escrevendo isso: a vida lá fora, a vida lá fora, a vida lá fora. Desde muito jovem gostei disso. Com menos de dez anos de idade eu já tinha "acumulado" dezenas de noites acampado com meu pai ou com minha irmã. As ilhas do litoral paranaense ou os sítios de amigos da família em Morretes-PR eram os destinos preferidos. Lembro muito bem do meu aniversário de 10 anos de idade passado em um final de semana incrível na Ilha da Cotinga, para onde fui com meu pai em um barco a remo e uma forte correnteza contra. O velho (na época ele tinha a mesma idade que eu tenho hoje, hehe) passou um perrengue comigo, quase batemos nas pedras, foi uma beleza... Mas foi a AVENTURA que eu sempre buscava. A vida lá fora! É inesquecível também uma oportunidade que fui à Morretes, que fica a 40 km de Paraaguá,

No Inverno Fica Tarde Mais Cedo

Imagem
Bah, Puta confusão! O caos me faz tão bem. Eu nunca posso ter as coisas "certas" na cabeça. É necessário ter sempre a dúvida e a indecisão. Elas me permitem escolhas, e adoro fazer escolhas! Já fiz inúmeras escolhas erradas e estes foram, na real, meus maiores acertos. Que me levaram aos momentos mais valiosos da minha vida até agora. Uma dessas escolhas foi largar o "padrão" e a pretensa "segurança" das 9 horas por dia em um escritório e carteira assinada. Viver o próprio sonho é melhor que o dos outros. Acreditei no meu e hoje vivo. Ainda assim, a inquietação é grande. Estou feliz de ver o inverno finalmente chegar na janela da nova casinha. No inverno fica tarde mais cedo, diz a música . Outro sonho sendo realizado a cada dia na janela de frente para as montanhas. Ver as montanhas da janela me faz tão bem quanto estar nelas. O tempo tem passado, os interesses mudam um pouco. Ainda vivo a vida nas montanhas, agora sem correria. Participe