História

novembro 10, 2008

Programão bem turístico no final de semana que acabou de passar. Roteiro básico por algumas cidades históricas das Minas Gerais. 

Parti num sábado carrancudo (o dia, não eu) e após longas quatro horas de Viação Sandra cheguei a cidade natal de José de Resende Costa, um dos inconfidentes chegados do (mais famoso) Tiradentes. No trajeto passagens por pitorescas cidadezinhas do interior, como Entre Rios de Minas, Lagoa Dourada e
São Brás do Suaçuí.

No mesmo sábado um churrasco com o pessoal da geologia mineira e um bom descanso, afinal era final de semana. Os treinos dos dias anteriores foram puxados, levando inclusive a uma lombalgia bastante dolorosa e que ainda incomoda.

Pelo domingo cedo rumamos todos a Tiradentes, onde chamou-me muito a atenção o cuidado com o patrimônio histórico. Parece incrível ter aquelas construções todas em execelente estado de conservação. E mais incrível ainda é pensar que Curitiba, por exemplo, foi fundada décadas antes de Tiradentes. No entanto a capital paranaense passou por cima de sua história, praticamente nada restando em pé das construções do século XVII ou XVIII. Sei também que essa história toda de Tiradentes só continuou preservada dado o isolamento da comunidade, principalmente após o final do ciclo do ouro em nosso país, o que ocorreu por volta 1790. Já no caso de Curitiba, mudou-se tudo. A cidade tornou-se capital, apagaram os vestígios antigos e por cima ergueram sem escrúpulos os monstros de concreto e aço por sobre as ruínas. Uma cultura de quem não se preocupa com sua memória.

Com direito a câmera fotográfica pendurada no pescoço, saímos atrás de um almoço tradicional (uma delícia de Feijão Tropeiro no Dona Xepa) bem como um passeio pelas ruas calçadas com enormes pedras.

No retorno a Resende Costa, uma breve passadinha por São João del Rei. Essas cidades todas além de fazer parte do programa tradicional das cidades históricas mineiras, são também integrantes do Circuito Estrada Real. Findo o domingo, um descanso para as costas doloridas. A partida para Belo Horizonte na manhã de segunda-feira foi sob chuva torrencial, prenunciando o início da estação úmida do interior mineiro. Abaixo algumas fotos.

Um grande abraço.

Belo visual da parte alta de Tiradentes.



Casario antigo de Tiradentes.



A maior parte das casas antigas se tornaram comércio de artesanato.



Ou então restaurantes. Esse o Dona Xepa.



Casas viram comércio. Igrejas também: R$ 3,00 para visitar seu interior.


====================================================================


Vale uma leitura!

0 comentários