O Corredor Desequilibrado

Sou um desequilibrado! Sou um corredor! Na verdade penso que todos os corredores sejam desequilibrados. Não falo apenas de desequilíbrio no sentido próximo à insanidade ou à loucura.

Falo de desequilíbrio geral, inclusive muscular. É assim que me vejo e por mim que escrevo agora.

Falo das dores nas costas que aparecem quando as subidas são mais longas. Falo do desejo que as pernas têm de correr mais quilômetros e o cérebro manda parar. Falo também do oposto disso, quando as pernas não se aguentam e o cérebro, tinhoso, nos castiga com informações de superação sobrehumana.

Sou um desequilibrado pois corro 42 quilômetros sem dores e mal consigo fazer 10 flexões de braços, ou então levantar um saco de cimento. Mais desequilibrado ainda me sinto quando saio para um treino longo de 29 Km, no intuito de fazer devagar e acabo correndo alguns quilômetros como se estivesse em uma pista de atletismo, integrante de alguma prova imaginária de 1500 metros.

Sou também um desequilibrado por ter corrido cinco maratonas em 5 meses, sendo três delas em um espaço de 28 dias. Mais ainda: duas delas foram em dias consecutivos e são as mais difíceis do país.

Sou um desequilibrado por rasgar planilhas, beber água de côco em vez de isotônicos, comer "bolas de energia" feitas em casa em vez de gel.

Sou um desequilibrado por parar no meio da maratona para comprar batatas fritas e guaraná, deixando muita gente me passar e alcançá-los depois enquanto eles caminhavam e eu ainda transbordava energia.

Por que a vida é feita de momentos e não se deve cuspir para cima. É quase certeza que cai na cara...eu que o diga!

"E controlando a minha maluquez, misturada com a minha lucidez eu vou ficar, com certeza, maluco beleza."

Y loco, loco, loco, eu canto todas as noites na intimidade do meu refúgio, com meu velho violão e a voz cansada:

Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se eles são bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu

Um beijo!
Loco, loco, loco!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas