Pular para o conteúdo principal

Uma delicada e bipolar relação com o Facebook

Oi, tudo bem?

Como disse em texto anterior, sou Aquário com ascendente em Gêmeos.

Para quem não acredita nessas coisas, meu respeito e minha tolerância.

Para quem crê, isso se traduz numa explicação astrológica para duas características muito presentes em mim: rebeldia aquariana com a bipolaridade geminiana.

Eu já perdi a conta de quantas vezes eu desativei e reativei minha conta de perfil pessoal no Facebook.

Além disso, já fiz exclusão total por duas vezes. Uma em 2011 e outra no ano passado. Acho que por pura preguiça de apagar fotos de relacionamentos amorosos que chegaram ao fim (risos).

Em 2016 chegou ao fim um casamento de 4 anos de muitas montanhas e bicicletas e também de muitas diferenças que levaram à comum escolha pelo término da relação.

Aliado a isso, eu percebo de forma crescente um aumento da chatice, dos discursos de ódio, das palavras vazias que rolavam em minha timeline, principalmente no Facebook. Pessoas que tenho carinho e admiração que compartilhavam notícias destilando um ódio e uma ignorância (no sentido de desconhecimento mesmo) que não me parecia compatível com o seus sorrisos fáceis ou sua vibe "esportiva/montanhística".

O polarização dos discursos políticos, um viés de atenção voltado à simples emissão de opinião que na verdade não me interessava e a total "perda de tempo" que isso me ocasionava fizeram com que eu ficasse nessas idas e vindas.

Eu mesmo caí várias vezes nessa de emitir posições políticas, comportamentais e culturais até o ponto que um clique se deu e que é verdadeiramente fatal:

QUEM SE IMPORTA?

Sim, quem se importa?

Se minha opinião vai de encontro com quem pensa como eu, ganho likes, aplausos e "ameis".

Se minha opinião é diferente, ganho afastamento e principalmente uma energia negativa rondando por aqui.

Para quê isso? A troco de quê?

Porque, na verdade, ninguém se importa, e minha opinião sobre política ou sobre maconha ou sobre casamento gay não importa. E passei a ver que não faz sentido emitir essas coisas.

Emitir opinião não torna suas crenças mais verdadeiras ou corretas. São apenas opiniões.

Então tenho preferido opinar em algo que eu possa contribuir, como é o caso do meu trabalho com bicicletas, minha paixão pelas montanhas e minha experiência com musicas.

Estive umas semanas afastado da timeline do Facebook, apenas alimentando a fan page e foi uma experiência interessante.

Nesta segunda-feira, quando reativei o perfil, logo veio o desgosto. Nego falando mal de certo político, outro dizendo que paleo é vida (mais morte que paleo impossível, friend) e outras tosquices que somente uma rede social pode fazer que é dar voz a qualquer idiota.

Decidi ser menos idiota. Chega de incorrer no mesmo erro que condeno aqui.

Voltar a expor o que penso aqui parece mais interessante. São menos views, mas não é o número de views e likes que eu busco. Mas sim a qualidade de quem dispende um tempo lendo aqui ou vendo meus vídeos no YouTube.

Minha ficha caiu, meu saco encheu.

Sigamos, respirando e fazendo o bem, sempre.

Namastê, boa semana!






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Specialized Hardrock Sport Anos 90

Oi! Com esta bike consegui, de certa forma, realizar um sonho de adolescência: pedalar uma mountain bike com quadro de cromo-molibdênio e geometria clássica dos anos 90. A bem da verdade, lá por 1996 eu pedalei por alguns meses com uma Scott Yecora e mais recentemente, em 2014 uma Trek Antelope 800. Mas ambas tinham apenas os três tubos principais em cromoly. Esta Specialized Hardrock Sport eu consegui na Jamur Bikes, sendo trazida recentemente dos Estados Unidos pelo próprio Paulo Jamur (proprietário da loja e meu boss), que se encantou pela bike e seu estado de conservação. Quando ele colocou a bike à venda na loja, não me fiz de rogado. Era a chance de ter uma bike em cromoly e praticamente original dos anos 90. Na verdade comprei esta bike como alternativa para transporte urbano, uma vez que a Format 5222 (da qual pretendo fazer uma apresentação em post futuro) que "gravelizei" eu pretendia deixar somente para atividades esportivas. Mas gostei

Uma das mudanças em curso para 2020

Oi! Acho que um dos maiores aprendizados e uma das maiores decisões para 2020 foi focar no foco. Engraçado isso né? Focar no foco.  Preciso de foco. Com foco e direcionamento eu consigo ser mais consistente nos propósitos, ao mesmo tempo consigo extrair maior diversão dessa grande aventura que é viver e também sentir-me vivo e produtivo. No esporte, como você deve estar percebendo, o foco está nas corridas em montanha para 2020. E como sempre vai ser mais sobre montanhas que sobre corridas, não se trata de competir em provas de corrida em montanha (apesar de já estar inscrito em uma e ter ideias de correr mais duas outras apenas). É mais sobre estar nas montanhas, correndo. Sozinho, com amigos, não importa. Estar nas montanhas é a ideia. Assim sendo, decidi desfazer-me da minha bike esportiva, aquela que me acompanhou por praticamente dois anos de muito prazer nos pedais e na sua customização. Hora dos caminhos se separarem e direcionar minha veia esportiva àq

Nova Bike Kode Straat - Uma boa opção para montar uma Gravel Bike

Senhoras e senhores, tudo bem com vocês? Poxa, que bike da hora! Recebemos aqui na Jamur Bikes e já fiquei de olho grande. E adianto, já garanti a minha! Sim, a Kode Riff 70 vai retornar à proposta para a qual foi concebida (MTB 27.5 polegadas) no futuro (poca plata por ora) e vou apenas colocar o guidão drop e trocadores STI na nova Kode Straat. Vejam a imagem abaixo, retirada do site do fabricante, bem como sua geometria: Não parece ser muito apropriada para montar uma Gravel que é quase Gravel? Um top tube mais parecido com as speeds do que com as MTBs, um clearance menor na passagem das rodas, passagem dos cabos interna e outras características me levam a crer que esta bike pode andar muito confortavelmente entre estradões de cascalho (gravel roads) e asfalto, ou mesmo trilhas leves. Bora fazer essa alteração. Abaixo um vídeo mostrando a bike como ela vem de fábrica, original. E aqui a ficha técnica: - Quadro em alumínio 6061. - Garfo: Alumínio.