Santiago - Montanhas Chilenas

Apresento aqui um textinho básico sobre os dias que eu e a Lígia passamos nas montanhas chilenas. Chegamos em Santiago, capital do país no dia 06 de fevereiro. Após o retorno da traumática Puente del Inca (um dia escrevo a respeito da comercialização da montanha), decidimos ir para lá, fazer um pouco de turismo. convencional. Com a missao cumprida no Cordón del Plata (atingir uma montanha de 6.000 metros) e com a péssima temporada no Aconcágua esse ano, com mau tempo, poucos sucessos e muitas mortes; foi a melhor decisao que poderíamos tomar.

Mas, montanhistas que somos, nao nos aguentamos. Partimos para uma caminhada de quatro dias nos Andes Centrais, indo até o Campo Base do Plomo (famosa montanha da regiao) e subimos ao cume do Cerro La Parva (fotos em breve) com 4.100 metros de altitude.

A regiao é muito bonita, com diversas montanhas acima dos 4.000 metros para se culminar. O tempo nao colaborou muito nos dois primeiros dias, impedindo que realizássemos algumas atividades. Somente no último dos quatro dias que tínhamos disponíveis o tempo abriu e pudemos contemplar toda a beleza da regiao. E por isso nos decidimos por subir o La Parva, de onde foi possível ter um belo panorama dos Andes.

Um abraço a todos!

Cerro Plomo, com o princípio do mau tempo que nos impediu de subir no dia determinado.



Algumas horas depois, já no Campo Base do Plomo, a 4.200 metros. Começa a nevar e ventar.
Ataque suspenso.



Cerro La Parva (4.100 m), nosso primeiro cume chileno.



Laguna Piuquenes (3.350 m) ao pôr do sol.



Cume do La Parva, com o Cerro Plomo ao fundo (no dia seguinte tempo abriu mas já era tarde, tínhamos que voltar a Santiago). Nas mãos a bandeira mapuche e no peito a camiseta chilena!



Território Rarefeito!!!


====================================================================

Comentários

Postagens mais visitadas