Um novo passeio

Que barbaridade esse janeiro chuvoso hein?

Dizem ser coisa de El Niño. Estou mais tentado a crer que é coisa de Los Humanos. Essa sede e essa busca incansável por mais e mais. Mais recursos, mais progresso, mais produtividade, mais likes. Um mundo cheio de mais. De mais ansiedade, de mais "pegada", de mais "tesão".

Eu que já provei desse veneno, bem sei que as coisas melhoram quando valorizamos o "menos". No início do ano, em um ataque de fúria babaca eu atirei meu smartphone (telefone celular é outro aparelho) na parede. Esse momento de extravasão teve um ótimo propósito. Despertou-me de uma hipnose onde eu me via mergulhado em uma tela de 3,5 polegadas. E não adianta dizer: "ah, comigo é diferente, eu uso de forma equilibrada, blá-blá-blá".

Em um primeiro momento me vi buscando preços de novos aparelhos. E caiu a ficha: não preciso estar "on" 24 horas por dia. Voltei a me alimentar sem o celular na mesa. Voltei a defecar sem o celular nas mãos, voltei  a conversar com as pessoas distantes (cada vez mais distantes...) pelo chat do Facebook e do Skype...


Se quiserem falar comigo, pode deixar o contato aqui nos comentários, beleza? =D


Deixo abaixo a produção da semana e que nada tem a ver com a felicidade óbvia do ukulele adquirido nesta semana. Vamos estudar o instrumento para voltar mais além com algo gravado!

Abraços, boa semana!




Comentários

Postagens mais visitadas