Eu chego a desacreditar

Chego a desacreditar em mim mesmo.

Hoje com o fenômeno dos (e principalmente das, já que é um fenômeno bem feminino) instagrammers e suas "parcerias no direct" eu consigo olhar para trás e ver que, de certa forma, agi de forma bem parecida alguns anos atrás.


Quando eu fui corredor de montanha entre 2007 e 2014 havia um pouco disso: empresas oferecendo produtos para serem usados em troca de divulgação nas mídias sociais. Na época era uma coisa mais de facebook e blog. Instagram começou mesmo no final daquele período.


Mas hoje a putaria é desenfreada mesmo. Pré requisitos para ser instagrammer vendido:

- Postar uma foto de bunda, em pose que conforme a percepção pode ser sensual ou vulgar (particularmente acho MUITO vulgar);
- Roupinha de ciclismo colada com o zíper dos peitos bem aberto;
- Mais de 1.000 seguidores (é um número ridiculamente baixo para que se propõe a "influenciar algo ou alguém, mas...);
- Nenhuma vergonha na cara.

Lembro que quando eu recebia produtos para teste e divulgação, o que importava era o aspecto técnico da coisa toda: se o produto valia a pena o preço pago, se tinha boa assistência técnica de fabricante/importador, se deveria ser usado nesta ou naquela condição climática.

Hoje, tanto uma parte do mercado como, principalmente os "influencers" se prostituíram em troca de uma "brusinha" para fazer fotos "iradas", ganhar likes e elogios de gente que não tem a capacidade de entender que ser mulher é muito mais que exibir bunda e peito em cima de uma bicicleta no Instagram.

Como já escrevi em 2014: hoje sou livre e não devo agrados a nenhuma marca esportiva. Minha última experiência com isso foi péssima devido à falta de profissionalismo da empresa envolvida.

Em tempos recentes recebi produtos de algumas empresas para testar: uns pneus legais para gravel bike, um par de sapatilhas MTB e pedais clip de altíssimo padrão. 

Em breve falarei sobre cada um deles aqui, pois o conteúdo que geramos por aqui pode, de alguma forma, ser mais útil que uma foto plena de filtros e atributos físicos. Até mesmo porque, não disponho deles, mas sim de algo muito mais importante.

Um forte abraço!





                           
 



Erguei as mãos e dai glória a Deus!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas