Pular para o conteúdo principal

Volta a Ilha 2010 - Território Mountain Team

Ok. Agora é oficial e confirmado. A Território Mountain Team já tinha sua vaga garantida ao ser sorteada na cerimônia de premiação do Desafio Praias e Trilhas. Confirmada a inscrição no final de janeiro, faltava apenas confirmar os integrantes da gloriosa equipe.

Recebemos no final de fevereiro o "manual" da prova e divulgamos aqui neste espaço os oito integrantes da equipe que estará competindo na categoria Aberta Mista, onde três mulheres e cinco homens encaram o desafio de contornar a Ilha de Santa Catarina por 150 quilômetros de asfalto, estradas de chão, praias, dunas e trilhas.

Ainda não estão definidos os trechos que cada atleta irá percorrer, o que será definido ainda nesta semana, mas aqui segue um pouco mais sobre os oito integrantes, na ordem em que competirão:


Yara Achôa, Jornalista, 43 anos. Com três maratonas no currículo, incluindo a desejada Maratona de Nova Iorque, essa paulistana completa nosso time de mulheres que irão encarar este desafio. Tendo participado do Desafio 600K promovido pela Nike em 2009, com certeza trará sua experiência em trabalho de equipe para o time Território.

Jessiê Schypula, Professora de Educação Física, 26 anos. Começou a correr em 2000 e já participou de modalidades como montanhismo, mountain bike, triathlon, corrida de montanha e atualmente compete nas corridas de aventura. Seu foco são as provas de longas distâncias, que podem variar de 100 até 650 kilometros. Dentre as principais provas das quais participou estão o Campeonato Mundial de Triathlon XTerra no Havaí, Brasil Wild Extreme e o Circuito Chauás de Corridas de Aventura.

George Volpão, Gerente Territorio Online, 33 anos. Corredor desde 1993, nos últimos dois anos se dedicou às distâncias mais longas, completando 3 maratonas em 2009 e também os 84 quilômetros do Desafio Praias e Trilhas, categoria individual. Sua especialidade são as corridas de montanha e trechos com subidas. Além de atleta da equipe será também o coordenador da equipe.

Geison Soares Schmidt, Gerente Território Palladium, 23 anos. começou a competir nas corridas de rua de Cuitiba e Região Metropolitana aos 15 anos; um ano após já participava também das competições de Duathlon Terrestre (corrida e ciclismo) no Paraná. Em 2003 se consagra como campeão Paranaense de Duathlon Terrestre em sua categoria. Em 2009 integra a Equipe Território, iniciando assim com um das etapas do circuito de corridas de aventura no Paraná, participando no 8º Desafio Praias e Trilhas em Florianópolis.

Cliverson Batista, Analista de Sistemas, 30 anos. Começou a correr em 2009 e apesar da pouca experiência já fez algumas das mais difíceis provas do estado do Paraná, como Meia de Foz, Subida da Graciosa, Maratona de Curitiba e provas de Mountain Bike entre elas Audax 200k (litoral) e Marathon Bike 65k.

Eliandro Padilha, Administrador Território Mountain Shop, 30 anos. Se apaixonou em 2009 pelo esporte, especificamente pelo Triathlon. De lá pra cásua vida mudou e continua mudando à cada dia. Treina praticamente todos os dias e se não treina fica com a consciência pesada, chateado, se sentindo “a mosca do cocô da vaca...:o)”. Competiu em algumas provas na categoria revezamento no ano passado, dentre estas o Triathlon Internacional de Santos e o Desafio Praias e Trilhas. Agradece todo dia por fazer parte dessa vida de sonhos, superações, derrotas e conquistas que o esporte colocou no seu caminho.

Eriston Schypula, Administrador de Empresas, 27 anos. Comecou como atleta em corridas de aventura em 2004. Montanhista desde a adolescência, participou das principais provas de corrida de aventura do Brasil como Brasil Wild e Ecomotion Pro. Navegador da Equipe Territorio de Corridas de aventura que finalizou o ano em 5 lugar do RBCA categoria duplas 2009.


Em breve mais informações.

Beijos e abraços.

Comentários

  1. George,

    super EQUIPE !!!

    Essa vai arrebentar na VOLTA A ILHA !!!

    Já estou na TORCIDA !!!

    ResponderExcluir
  2. Vocês vão amar fazer a Volta a Ilha. Pensei que a Yara estava em alguma equipe de SP.
    As minhas amigas vão correr na aberta feminina e o maridão vai correr na participação (Confraria). Infelizmente, vou ficar só na torcida!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ahhh com certeza essa equipe com o Pepe e a Yara vão arrebentar na volta da Ilha, boa sorte.

    Bom final de semana e boas corridas.

    Um abraço,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Specialized Hardrock Sport Anos 90

Oi! Com esta bike consegui, de certa forma, realizar um sonho de adolescência: pedalar uma mountain bike com quadro de cromo-molibdênio e geometria clássica dos anos 90. A bem da verdade, lá por 1996 eu pedalei por alguns meses com uma Scott Yecora e mais recentemente, em 2014 uma Trek Antelope 800. Mas ambas tinham apenas os três tubos principais em cromoly. Esta Specialized Hardrock Sport eu consegui na Jamur Bikes, sendo trazida recentemente dos Estados Unidos pelo próprio Paulo Jamur (proprietário da loja e meu boss), que se encantou pela bike e seu estado de conservação. Quando ele colocou a bike à venda na loja, não me fiz de rogado. Era a chance de ter uma bike em cromoly e praticamente original dos anos 90. Na verdade comprei esta bike como alternativa para transporte urbano, uma vez que a Format 5222 (da qual pretendo fazer uma apresentação em post futuro) que "gravelizei" eu pretendia deixar somente para atividades esportivas. Mas gostei

Uma das mudanças em curso para 2020

Oi! Acho que um dos maiores aprendizados e uma das maiores decisões para 2020 foi focar no foco. Engraçado isso né? Focar no foco.  Preciso de foco. Com foco e direcionamento eu consigo ser mais consistente nos propósitos, ao mesmo tempo consigo extrair maior diversão dessa grande aventura que é viver e também sentir-me vivo e produtivo. No esporte, como você deve estar percebendo, o foco está nas corridas em montanha para 2020. E como sempre vai ser mais sobre montanhas que sobre corridas, não se trata de competir em provas de corrida em montanha (apesar de já estar inscrito em uma e ter ideias de correr mais duas outras apenas). É mais sobre estar nas montanhas, correndo. Sozinho, com amigos, não importa. Estar nas montanhas é a ideia. Assim sendo, decidi desfazer-me da minha bike esportiva, aquela que me acompanhou por praticamente dois anos de muito prazer nos pedais e na sua customização. Hora dos caminhos se separarem e direcionar minha veia esportiva àq

Nova Bike Kode Straat - Uma boa opção para montar uma Gravel Bike

Senhoras e senhores, tudo bem com vocês? Poxa, que bike da hora! Recebemos aqui na Jamur Bikes e já fiquei de olho grande. E adianto, já garanti a minha! Sim, a Kode Riff 70 vai retornar à proposta para a qual foi concebida (MTB 27.5 polegadas) no futuro (poca plata por ora) e vou apenas colocar o guidão drop e trocadores STI na nova Kode Straat. Vejam a imagem abaixo, retirada do site do fabricante, bem como sua geometria: Não parece ser muito apropriada para montar uma Gravel que é quase Gravel? Um top tube mais parecido com as speeds do que com as MTBs, um clearance menor na passagem das rodas, passagem dos cabos interna e outras características me levam a crer que esta bike pode andar muito confortavelmente entre estradões de cascalho (gravel roads) e asfalto, ou mesmo trilhas leves. Bora fazer essa alteração. Abaixo um vídeo mostrando a bike como ela vem de fábrica, original. E aqui a ficha técnica: - Quadro em alumínio 6061. - Garfo: Alumínio.