Pular para o conteúdo principal

Férias - Não era bem assim

Oi oi!

Não era mesmo. Afinal, férias são férias. Ou deveriam ser. Ou sei lá.

No fim das contas, entrei em férias do meu trabalho como coordenador de e-commerce na Jamur Bikes no dia 10 de agosto e até o momento vivi dias incríveis. Não com viagens mirabolantes ou atividades de tirar o fôlego. Mas sim com muita ação, com mão na massa, com contatos importantes em busca da minha realização como ser humano.


Estive em Bombinhas por três dias, para correr pela quinta vez a K42 Bombinhas Adventure Marathon. É o ponto onde parei de contar quantas maratonas eu fiz por aí. Mas é, principalmente o ponto onde minha vida começou mesmo a mudar. Em 2009, na primeira edição da prova, fui convidado a participar pelos organizadores em uma base de confiança no projeto de cada um. Em 2013, cinco edições depois, cada um está colhendo os frutos que lhe cabem. A prova foi um absoluto sucesso entre os corredores que lá estavam e para a cidade como um todo que abraçou o evento. Para mim, além de concluir com melhores condições físicas se comparado ao ano passado, esta oportunidade serviu principalmente para definitivamente me encaminhar de fato, de corpo e de alma para A Vida nas Montanhas. Título deste blog. Meu relato sobre a prova eu publiquei aqui: http://goo.gl/jkFcg2

Atuando como Atleta, Coordenador Técnico e Manager da Território Mountain Shop, no Departamento de Comunicação da TRC Brasil (organizadora de eventos), como Editor do TrailRunning BRASIL e ministrando os Training Camps com o Trail Labs eu sou verdadeiramente feliz.

Compartilhar dos meus pensamentos com pessoas incríveis que convivi nestes dias em Curitiba e em Bombinhas como Juan Carlos Asef, Gabriela Espírito Santo, Manuel Lago, Rosália Camargo, André Guarischi, Adevan Pereira, Daniel Meyer, José Virgínio de Morais, Daniel Júnior, Luciano Borghetti, Titai Moraes, Santi Asef, Harry Thomas Jr, Patrícia Fontana, Raphael Bonatto, Ricardo Tourinho, minha esposa Ana Barbara Volpão e outros amigos mais, foi muito libertador e, principalmente, encorajador.

Peito aberto, sol na cara e partiu trail running soul!


Comentários

  1. É agora é só colher os frutos de tudo q vc plantou! vc merece!! parabéns, os seus sonhos agora já são realidade, desfrute e viva tudo isso! e eu estou e sempre estarei do seu lado compartilhando tudo que você precisar! <3

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Specialized Hardrock Sport Anos 90

Oi! Com esta bike consegui, de certa forma, realizar um sonho de adolescência: pedalar uma mountain bike com quadro de cromo-molibdênio e geometria clássica dos anos 90. A bem da verdade, lá por 1996 eu pedalei por alguns meses com uma Scott Yecora e mais recentemente, em 2014 uma Trek Antelope 800. Mas ambas tinham apenas os três tubos principais em cromoly. Esta Specialized Hardrock Sport eu consegui na Jamur Bikes, sendo trazida recentemente dos Estados Unidos pelo próprio Paulo Jamur (proprietário da loja e meu boss), que se encantou pela bike e seu estado de conservação. Quando ele colocou a bike à venda na loja, não me fiz de rogado. Era a chance de ter uma bike em cromoly e praticamente original dos anos 90. Na verdade comprei esta bike como alternativa para transporte urbano, uma vez que a Format 5222 (da qual pretendo fazer uma apresentação em post futuro) que "gravelizei" eu pretendia deixar somente para atividades esportivas. Mas gostei

Uma das mudanças em curso para 2020

Oi! Acho que um dos maiores aprendizados e uma das maiores decisões para 2020 foi focar no foco. Engraçado isso né? Focar no foco.  Preciso de foco. Com foco e direcionamento eu consigo ser mais consistente nos propósitos, ao mesmo tempo consigo extrair maior diversão dessa grande aventura que é viver e também sentir-me vivo e produtivo. No esporte, como você deve estar percebendo, o foco está nas corridas em montanha para 2020. E como sempre vai ser mais sobre montanhas que sobre corridas, não se trata de competir em provas de corrida em montanha (apesar de já estar inscrito em uma e ter ideias de correr mais duas outras apenas). É mais sobre estar nas montanhas, correndo. Sozinho, com amigos, não importa. Estar nas montanhas é a ideia. Assim sendo, decidi desfazer-me da minha bike esportiva, aquela que me acompanhou por praticamente dois anos de muito prazer nos pedais e na sua customização. Hora dos caminhos se separarem e direcionar minha veia esportiva àq

Nova Bike Kode Straat - Uma boa opção para montar uma Gravel Bike

Senhoras e senhores, tudo bem com vocês? Poxa, que bike da hora! Recebemos aqui na Jamur Bikes e já fiquei de olho grande. E adianto, já garanti a minha! Sim, a Kode Riff 70 vai retornar à proposta para a qual foi concebida (MTB 27.5 polegadas) no futuro (poca plata por ora) e vou apenas colocar o guidão drop e trocadores STI na nova Kode Straat. Vejam a imagem abaixo, retirada do site do fabricante, bem como sua geometria: Não parece ser muito apropriada para montar uma Gravel que é quase Gravel? Um top tube mais parecido com as speeds do que com as MTBs, um clearance menor na passagem das rodas, passagem dos cabos interna e outras características me levam a crer que esta bike pode andar muito confortavelmente entre estradões de cascalho (gravel roads) e asfalto, ou mesmo trilhas leves. Bora fazer essa alteração. Abaixo um vídeo mostrando a bike como ela vem de fábrica, original. E aqui a ficha técnica: - Quadro em alumínio 6061. - Garfo: Alumínio.