Ter menos para viver mais - Vídeo legal

novembro 25, 2014

Oi.

Nunca fui de querer possuir muitas coisas. Nunca fui muito ambicioso em TER. Nunca precisei de muito. Na adolescência, principalmente, passei por maus bocados e por um bom tempo eu vestia e calçava apenas o resultado de doações de amigos e familiares, tal era a dificuldade financeira que eu enfrentava junto com minha mãe. Eram outros tempos, não havia bolsa-isso, bolsa-aquilo. Faculdade? Só me restava a opção gratuita de uma UFPR ou CEFET. Mas eu era preguiçoso demais de estudar e preferia ir beber com os "amigos".

Quando comecei a trabalhar e batalhar pela vida aos 17 anos de idade, consegui um pouco mais de estabilidade e poder ajudar nas coisas da vida: contas de água, luz, reformas da casa, etc.

Defendo que cada um gaste o seu "hard earned cash" (dinheiro suado) como melhor lhe aprouver. Mas ao mesmo tempo, cada vez mais fui comprovando na prática que menos é mais.

Que não preciso de 6 pares de tênis, 2 já está bom. Que não preciso de 8 pares de camisetas, mas de 3. Um par de sapatos para uso social está ótimo, afinal detesto convívios sociais, festeeeenhas e coisas do gênero.

Velho e jacu do mato, é o que me tornei em 2014.

Justamente agora que mais estive envolvido com o doce sabor da mídia e da super exposição. Coisa do mercado. Já gostei bastante dos holofotes, mas já tinha alguns meses que eles estavam me cegando. Então, se não posso apagá-los, resta a retirada da qual falei no post anterior.

O motivo basicamente é esse: a hipocrisia.

Sinto-me hipócrita quando não resisto a um cachorro quente, vegetariano que sou há tanto tempo.
Sinto-me hipócrita quando alimento o desejo de comprar o "lançamento", "o produto que rende mais", o "mais cool", o "mais style" ou o que quer que seja.

Comprar coisas é parte da vida. Certos produtos são realmente necessários para uma vida mais confortável e segura. É preciso diferenciar conforto de luxo. Gosto de trabalhar com vendas e oferecer produtos que trazem qualidade de vida. Sinto-me útil.

Mas tem um limite, que agradavelmente a empresa onde trabalho entende e respeita. Vender mais não significa ser mais feliz. Ganhar mais dinheiro não significa ser mais feliz. Para mim.

Abaixo, um vídeo que apreciei, sobre minimalismo na vida.

Bons ventos!




Vale uma leitura!

0 comentários