Pular para o conteúdo principal

Vídeos de Corridas de Montanha III

E tome vídeos de montanha. Esse é muito bom também. Só para constar: encontro esses vídeos em um site norteamericano o www.trailrunningsoul.com. Muita matéria interessante nesse site que me serve de inspiração.

Esse novo vídeo que vai aqui mostro a Ultra Trail Aneto, realizada nos Pirineus. O mais interessante desta prova de 66 km é que você tem que levar tudo consigo, ou seja, não há postos de hidratação, staffs para indicar caminho, nada disso. É cada um por si, sendo necessário apenas marcar sua passagem através de um sistema eletrônico em alguns pontos de checagem no percurso. Interessante também é o alto tempo limite de conclusão da prova, o que permite que ela seja feita em ritmo de caminhada forte em trilhas. Segue abaixo o vídeo (clicar aqui para aqueles que recebem a atualização via e-mail e em seguida uma breve descrição da prova, em espanhol.






El Ultra-TRAIL Aneto by Trangoworld es la gran vuelta al macizo de la Maladeta y a la cumbre del Aneto que sigue los caminos que lo rodean, la travesía natural que recorre los senderos de montaña y parte del GR11 a su paso por el Parque Natural Posets-Maladeta. Es un trail de alta montaña de 64 kilómetros y 3.700 metros de desnivel positivo acumulado en autosuficiencia, en la que cada uno tendrá que llevar su comida y material obligatorio de seguridad. El tiempo máximo para realizar el bucle es de 24 horas, lo que permite completarlo caminando a ritmo de marcha.





Su recorrido es muy variado, con el 50% por encima de los 2.000 metros de altura, tres collados de más de 2.400 metros y su punto culminante en el collado de Salenques de 2.807 metros. Pasa por siete valles del Pirineo Central: Benasque, Ballibierna, Llosas, Llauset, Anglios, Salenques y Barrancs. El trazado discurre por buenos senderos de montaña excepto el tramo del Puente de Salenques al collado Salenques con 8 kilómetros de terreno muy técnico sobre bloques de piedra algunos de ellos inestables. De allí a Benasque se siguen buenas sendas que permite transitarlo sin grandes dificultades incluso de noche.

El Ultra-TRAIL Aneto by Trangoworld no es una prueba más, es una prueba deportiva de extrema dureza, pero sobre todo un reto personal, un ejercicio de planificación y dosificación de esfuerzo y recursos. El Ultra-TRAIL Aneto by Trangoworld es el primer ultra trail de alta montaña en autosuficiencia en el que se puede GR-11 Presa de Llausetparticipar de forma individual o en equipo y sin duda se convertirá en el punto de referencia para muchos trailrunners, marchadores y montañeros que anhelan participar en una prueba de este concepto innovador.

El Ultra-TRAIL Aneto by Trangoworld destaca por este estilo de autenticidad con autonomía total en un itinerario natural sin marcas complementarias a las que ya existen sobre el terreno (PRs y GR-11). La travesía está marcada de la manera habitual en el GR-11 (carteles, marcas y simbología GR) y caminos de alta montaña (hitos de piedra). La gran cantidad de puntos de agua a lo largo del recorrido (más de 60) permiten realizar la prueba cargando muy poco agua, casi obteniéndola sobre la marcha cuando se necesita. Se recomienda consumir el agua añadiendo sales o potabilizándola para los que no estén habituados a beber agua de alta montaña.






=============================================


Comentários

  1. É incrível a qualidade desses dois vídeos! Eles fazem a coisa toda parecer um 'mar de rosas'... (no bom sentido, é claro.)

    PS: Hahaha... 45, né?? Seu cachorro!! rs...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Specialized Hardrock Sport Anos 90

Oi! Com esta bike consegui, de certa forma, realizar um sonho de adolescência: pedalar uma mountain bike com quadro de cromo-molibdênio e geometria clássica dos anos 90. A bem da verdade, lá por 1996 eu pedalei por alguns meses com uma Scott Yecora e mais recentemente, em 2014 uma Trek Antelope 800. Mas ambas tinham apenas os três tubos principais em cromoly. Esta Specialized Hardrock Sport eu consegui na Jamur Bikes, sendo trazida recentemente dos Estados Unidos pelo próprio Paulo Jamur (proprietário da loja e meu boss), que se encantou pela bike e seu estado de conservação. Quando ele colocou a bike à venda na loja, não me fiz de rogado. Era a chance de ter uma bike em cromoly e praticamente original dos anos 90. Na verdade comprei esta bike como alternativa para transporte urbano, uma vez que a Format 5222 (da qual pretendo fazer uma apresentação em post futuro) que "gravelizei" eu pretendia deixar somente para atividades esportivas. Mas gostei

Uma das mudanças em curso para 2020

Oi! Acho que um dos maiores aprendizados e uma das maiores decisões para 2020 foi focar no foco. Engraçado isso né? Focar no foco.  Preciso de foco. Com foco e direcionamento eu consigo ser mais consistente nos propósitos, ao mesmo tempo consigo extrair maior diversão dessa grande aventura que é viver e também sentir-me vivo e produtivo. No esporte, como você deve estar percebendo, o foco está nas corridas em montanha para 2020. E como sempre vai ser mais sobre montanhas que sobre corridas, não se trata de competir em provas de corrida em montanha (apesar de já estar inscrito em uma e ter ideias de correr mais duas outras apenas). É mais sobre estar nas montanhas, correndo. Sozinho, com amigos, não importa. Estar nas montanhas é a ideia. Assim sendo, decidi desfazer-me da minha bike esportiva, aquela que me acompanhou por praticamente dois anos de muito prazer nos pedais e na sua customização. Hora dos caminhos se separarem e direcionar minha veia esportiva àq

Nova Bike Kode Straat - Uma boa opção para montar uma Gravel Bike

Senhoras e senhores, tudo bem com vocês? Poxa, que bike da hora! Recebemos aqui na Jamur Bikes e já fiquei de olho grande. E adianto, já garanti a minha! Sim, a Kode Riff 70 vai retornar à proposta para a qual foi concebida (MTB 27.5 polegadas) no futuro (poca plata por ora) e vou apenas colocar o guidão drop e trocadores STI na nova Kode Straat. Vejam a imagem abaixo, retirada do site do fabricante, bem como sua geometria: Não parece ser muito apropriada para montar uma Gravel que é quase Gravel? Um top tube mais parecido com as speeds do que com as MTBs, um clearance menor na passagem das rodas, passagem dos cabos interna e outras características me levam a crer que esta bike pode andar muito confortavelmente entre estradões de cascalho (gravel roads) e asfalto, ou mesmo trilhas leves. Bora fazer essa alteração. Abaixo um vídeo mostrando a bike como ela vem de fábrica, original. E aqui a ficha técnica: - Quadro em alumínio 6061. - Garfo: Alumínio.